sábado, 8 de maio de 2021

Sessão Científica do Grupo de Estudos em Bioantropologia do Pará – Convidada: Doutoranda Putira Sacuena (UFPA).

 

Sessão Científica do GEB/UEPA

No último dia 04 de maio, o GEB/UEPA organizou mais uma Sessão Científica com a palestra: “Desafios para Conhecer e Entender a Educação de Povos Originários na Amazônia por uma Indígena Mulher Cientista” com a Doutoranda Eliene R. Putira Sacuena, Indígena Baré, Biomédica, discente do Programa de Pós Graduação em Antropologia, área de concentração em Bioantropologia, da Universidade Federal do Pará (PPGA/UFPA). Putira também é membro do Laboratório de Estudos em Bioantropologia do Pará (LEBIOS) e do Laboratório de Genética Humana e Médica (LGHM), ambos da UFPA. 

O convite foi realizado pela Profa. Dra. Ariana da Silva, por ocasião da disciplina “Sociologia da Infância e da Adolescência” a qual estava ministrando para os Graduandos do Curso de Ciências Sociais da UEPA, Turma de 2019, como atividade extracurricular do Ensino Remoto. A palestra visa aproximar a educação multicultural e a aplicação da Lei 11.645/2008 que inclui no currículo escolar a “História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”, que foi representada de forma excelente pela palestrante. O GEB/UEPA agradece muitíssimo a colaboração científica!

Folder de divulgação da Sessão Científica do GEB

Doutoranda Putira Sacuena durante apresentação da palestra


Ariana, Putira e as fotinhos dos alunos

Turma de Ciências Sociais 2019 da UEPA no print de fim de palestra


Abraços a tod@s e até a próxima! :) 

GEB/UEPA

domingo, 18 de abril de 2021

Pesquisadores da UFPA e da UEPA participam da HBA e AAPA 2021: Os dois principais Congressos de Bioantropologia do mundo (Repostagem adaptada)

 

                                    

    
Ao longo do mês de abril serão realizados virtualmente os dois principais congressos de bioantropologia do mundo e neste ano a parceria entre o LEBIOS/UFPA e o GEB/UEPA resultou em quatro trabalhos aprovados, sendo duas apresentações orais e dois pôsteres, demonstrando a força e a importância das pesquisas realizadas na Amazônia. 

O 46º Congresso da Human Biology Association (29/3 a 4/4/2021) e o 90º Congresso da American Association of Physical Anthropologists (7/4 a 28/4/2021) reúnem mais de dois mil pesquisadores de todos os continentes, e a experiência on-line está sendo uma nova forma de unir cientistas e estudantes de dezenas de países, mesmo em tempos de pandemia. A participação da bioantropologia paraense vem crescendo em eventos internacionais, contribuindo para o reconhecimento da ciência produzida no Brasil e em nossas instituições públicas de ensino superior, disponíveis nos links abaixo:

http://bioantropologiaufpa.blogspot.com/2014/04/normal-0-21-false-false-false-pt-br-x.html

Os quatro trabalhos apresentados em 2021 resultaram de pesquisas feitas no Estado do Pará, Região Amazônica, passaram por revisão por pares e foram selecionados entre várias centenas de submissões aos congressos. São eles com seus respectivos autores/as:     

SILVA, H.P., DA SILVA, A.K.L.S, FILGUEIRAS, L.A., TAVARES, R.B. 2021. Structural Racism and the Impacts of the Covid-19 Syndemic among Quilombola  Populations of Brazil. American Journal of Human Biology, Meeting Issue, p: 53-54.

Abstract

Quilombos are groups composed mostly of descendants of runaway slaves from farms and plantations which formed centers of power, production, and social organization throughout Brazil starting in the 17th Century. They are present in all regions, especially in rural areas, and still maintain some degree of geographic isolation, leading to high levels of poverty, chronic, infectious diseases, and limited access to health services. The structural racism rampant in the Brazilian society has led to a history of violence, mistreatment, suppression of rights, and racial discrimination against the Black population, resulting in worse overall health outcomes when compared to the Whites. Among the Quilombola, racism results in reduced quality of life, contributing to higher rates of hypertension, diabetes, intestinal parasites, respiratory illnesses, wasting, and stunting. With the arrival of Covid-19 these diseases enhanced the impact of the virus leading to a rate of mortality up to four times higher than that observed among the general population in some regions. The compound effects of the new virus plus the existing diseases, and the social conditions, demonstrate a clear syndemic relation. Even though most of the Quilombola communities are still not officially recognized, more than 50% of the population in Brazil self-declares as Black and Brown, and as result of the syndemic these suffered most of the casualties. Data show that the combined effects of disease, structural racism and an emerging infection have increased the health, and social disparities in the country, and will bring long terms consequences for the afro-Brazilians.



 Prof. Dr. Hilton P da Silva durante Apresentação Oral na HBA 2021



DA SILVA, A.K.L.S., SILVA, H.P. 2021. Sickle Cell Disease in the State of Pará: Genetic Ancestrality and Biosocial Factors Associated with Clinical Manifestations in the Amazon. American Journal of Human Biology, Meeting Issue, p: 54-55.

Abstract

Sickle Cell Disease (SCD) in the State of Pará, in the Amazon Region, is a serious public health problem due to the late universalization of the Foot Test, the absence of counseling and new genetic research, the diversity of serious clinical symptoms associated with poverty and institutional racism experienced by individuals with the syndrome. We investigated 60 people with SCD in the Regional Blood Center of Pará (Belém) analyzing data of genomic ancestry (autosomal DNA), clinical manifestations, SES, Social Determinants of Health, self-declaration of color and racism/discrimination with interviews, semi-structured form and analysis of 62 Autosomal Ancestry Markers (AIM’s). Our assumptions point out that the aDNA shows that the percentage of ancestry of people with SCD in the State of Pará is at odds with the self-declaration of color and that the epidemiology of SCD and biosocial conditions are related. High underreporting makes access to the blood center difficult, lack of counseling and genetic studies affect health coverage, 65% of the group lives in poverty, women have more severe symptoms, 41% have mostly European aDNA and have more symptoms, 90% claim to be black or brown and 72% suffer institutional racism/discrimination. The Brazilian State needs to implement public health and social inclusion policies with SCD researches to understand genetic and biossocial factors associated with the severity and diversity of clinical manifestations in order to improve quality of life, more effective access to tests and new genetic therapies for the Amazonian’s group studied.



Profa. Dra. Ariana K da Silva durante apresentação de pôster na HBA 2021


FILGUEIRAS, L.A., OLIVEIRA, R.B.T., SILVA, A.K.L.S., SILVA, H.P., RAMOS, E.L.M.S. 2021. The Bioanthropology Study and Research Group of the State University of Pará, GEB/UEPA, Brazil: Education in Biological Anthropology in the Amazon, Achievements and Challenges. American Journal of Physical Anthropology, Annual Meeting Issue, p: 32. 

Abstract

In October of 2018 the I Seminar of the Bioanthropology Study and Research Group of the State University of Pará (GEB/UEPA) was held with the theme “The Biocultural Perspective of Anthropology”, including 12 lectures, an exhibition on Human Evolution, scientific poster sessions with national and international participants, film sessions related to the theme, and gathered over 100 participants. In 2019, the II Seminar, entitled “Research in Focus: The Importance of the Consolidation of Bioanthropological Science in the Amazon” was held with 16 lectures, a Forensic Anthropology mini-course and 98 participants. Due to the COVID-19 pandemic in 2020, the III Seminar, entitled “From Fieldwork to the Virtual World”, was held in October completely online, with 34 lectures, and 38 national and international speakers (USA, Europe, Latin America, and Brazil). Even though facing considerable technical difficulties due to limited access to internet in the Amazon, the event provided increased visibility as all lectures were made available on the group´s YouTube channel. Despite the attacks on Brazilian science, and particularly on the Social Sciences, by the current government, this is the first research group in the field of Biological Anthropology of this State university, and it is only the second in existence in the North of Brazil. In these three years, this pioneer effort has produced a vast material about Bioanthropology in the region, helped to disseminate and strengthen science education, and promoted research in human evolution, variation and adaptation in the Amazon, and in Brazil.






Profa. Dra. Lígia Filgueiras durante Apresentação Oral na AAPA 2021


DA SILVA, A.K.L.S., SILVA, H.P. 2021. Sickle Cell Anemia and Sickle Cell Trait in the State of Pará, Brazil: Prevalence of Clinical Manifestations among Families in the Amazon Region. American Journal of Physical Anthropology, Annual Meeting Issue, p: 96.

Abstract

Sickle Cell Disease (SCD) has a prevalence of about 1% in the population of the State of Pará, Brazilian Amazon, with 4.4% occurrence of Sickle Cell Trait (SCT). Research on the ancestral genomics of people with SCD encompassing 60 individuals with Sickle Cell Anemia (SCA/Hb SS) in the capital, Belém, indicated that 55% of them have first or second degree relatives with SCA in the family, with confirmed cases of death at birth or during adolescence, severe sequelae of stroke and leg ulcers or other serious clinical manifestations. In this group, 37% of their close relatives have the SCT but are asymptomatic or present mild symptoms such as joint pain, shortness of breath and tiredness, associated with other pre-existing diseases. However, not all family members of people with SCD have access to genetic tests at birth due to the SCT not being considered a significant medical condition in Brazil. Despite their conditions, patients and carriers face difficulties such as lack of resources to travel to the capital for clinical care, lack of information about SCA or SCT, obstacles to obtain consultations with hematologists, and neglect of appropriate care. The high prevalence of both SCA and SCT suggests potential microevolutionary processes taking place among the families, raising concerns as there is no genetic counseling in the region, and the access to the Foot Test, to be performed at birth, is limited in rural areas, indicating neglected to the health of the Black population in the State.



Profa Dra. Ariana da Silva durante apresentação de pôster na AAPA 2021


Nos sites abaixo é possível baixar todo o programa e os livros de resumos dos congressos.

Website do 46º Congresso da Human Biology Association: https://www.humbio.org/2021-annual-meeting/.

Website do 90º Congresso da American Association of Physical Anthropologists https://physanth.org/meetings-and-webinars/90th-annual-meeting-7-10-april-2021-baltimore/.

O e-mail do GEB/UEPA para dúvidas ou contato é: bioantropologia.pa@gmail.com

Agradecemos a visita e até a próxima publicação!

Coordenações do GEB/UEPA e LEBIOS/UFPA

A postagem original foi adaptada do blog do LEBIOS/UFPA, disponível em: http://bioantropologiaufpa.blogspot.com/2021/03/pesquisadores-da-ufpa-e-da-uepa.html?m=1


                         

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Produções, eventos e publicações dos membros do GEB/UEPA 2021/2020 - Parte 1

Os membros do Grupo de Estudos em Bioantropologia do Pará, da Universidade do Estado do Pará – GEB/UEPA, realizaram ao longo de 2020 e início de 2021 variadas produções acadêmicas, participaram e organizaram eventos online, publicaram artigos, resumos nacionais e internacionais, participaram e irão participar de congressos científicos nacionais e internacionais, ligados direta ou indiretamente a estudos bioantropológicos, saúde coletiva, sociecologia, ambiente, genética, relações étnicorraciais, gênero e outros, além de participarem de publicações de matérias de jornais e lives que tem sido a única forma possível de reuniões científicas no contexto da atual pandemia de Covid-19. Para tanto, organizamos alguns dos trabalhos que foram produzidos, iniciando com dois membros do GEB/UEPA: a Profa. Dra. Ariana da Silva e o Médico Residente Laércio Cardoso-Jr. Alguns trabalhos podem ser acessados em seus respectivos links ou visualizados aqui mesmo na página do blog:

 Lista de Produções 2021/2020 - Ariana da Silva (et al) – GEB/UEPA

·      Aceite no Congresso Internacional da Associação Americana de Antropologia Física – 2021 Meeting of the American Association of Physical Anthropology – AAPA 2021, que será realizada em abril de 2021, agora apenas de forma online, na cidade de Baltimore, Estado de Maryland, EUA. Ambos os trabalhos aceitos serão apresentados nas sessões de PODIUMS, como Apresentação Oral.





·       Publicação de Artigo Científico Internacional:

"Relationships among Genomic Ancestry, Clinical Manifestations, Socioeconomic Status, and Skin Color of People with Sickle Cell Disease in the State of Pará, Amazonia, Brazil". Ariana Kelly Leandra Silva da Silva, Lorena Madrigal, Hilton Pereira da Silva.

Link: https://impactum-journals.uc.pt/antropologiaportuguesa/article/view/8499/6958?fbclid=IwAR2_Mxzg64Vr4izG5tIFAvW6BzNhv1ed47WJlokcZZfZHy-Z8B6YyDpifPM

Antrop. Port. 2020, vol. 37: 159-176 • https://doi.org/10.14195/2182-7982_37_7Artigo recebido: 12 de junho de 2020 – Aceite: 10 de setembro de 2020/Received: June 12th 2020 – Accepted: September 10th 2020

· Sessão Científica do LEBIOS/UFPA e GEB/UEPA: Webnário Contribuições da Bioantropologia para a Saúde da População Negra Mês de Luta Contra o Racismo. Transmitido ao vivo em 23 de nov. de 2020. 


            ·       Palestra UFMA da Profa. Dra. Ariana da Silva a convite do Prof. Dr. Fábio José Cardias-Gomes, disciplina “Psicologia da Personalidade” (UFMA), com alunos de Graduação em Enfermagem (UFMA) e de Graduação em Geografia (UEPA - Interiorização) – 28/10/2020. Palestra: “Manifestações Clínicas, Ancestralidade Genômica e Identidade Sociorracial da Doença Falciforme na Amazônia Paraense”.


 

·     - Seminário Nacional de Doença Falciforme (ONLINE) - Universidade Federal do Espírito Santo. Instagram: https://www.instagram.com/neepdf.ufes/. Palestra: “Mulheres e Doença Falciforme: Relações de Gênero, Raça/Cor e Manifestações Clínicas Graves na Amazônia Paraense”. Autores: Ariana Kelly L. S. da Silva; Priscila Eveline de S. Gonçalves; Hilton P. Silva – 27/10/2020, Vitória, ES. Webnário: https://www.youtube.com/channel/UCKVqRK60f-Qy3KT1EFUfWgA/videos.

  


·       III Seminário de Bioantropologia da UEPA – Internacional Online 2020: Profa. Dra. Ariana da Silva foi Organizadora, Palestrante e Mediadora do evento, com a palestra: "Anemia Falciforme, Direitos Reprodutivos e Aconselhamento Genético no Estado do Pará, Amazônia, Brasil", que gerou um Artigo Científico de mesmo título, na Revista Gênero na Amazônia, link de acesso: http://www.generonaamazonia.com/edicoes/edicao-16-18/022-Doenca-Falciforme-Ancestralidade-e-Aconselhamento-Genetico-Relacoes-de-Genero-e-Direitos-Reprodutivos-no-Estado-do-Para.pdf

. 😊 #3sembioantropologiageb #bioantropologia #gebuepa 



·     Vídeos no Canal do You Tube do GEB/UEPA: https://www.youtube.com/channel/UCNmCLfVk4pa9B_Sr7Sghz7A


 · Matéria no Jornal Roteiro de Notícias: Brasil x Vacinação: De Referência Internacional de Imunização ao Hecatombe Global de Infecção de Covid-19 – Ariana da Silva. Link de acesso: https://jornalroteirodenoticias.com.br/brasil-x-vacinacao-de-referencia-internacional-de-imunizacao-ao-hecatombe-global-de-infeccao-de-covid-19/?fbclid=IwAR1LqR8DD1AatdNgoprUVzaFcqVakt6Jf0CozkBccUvpCr_bFilzM-r0Om4. 28/01/2021. 

  ·       Matéria no Jornal Roteiro de Notícias (Online): "Violência de Gênero Contra a Mulher" – Ariana da Silva. Link: https://jornalroteirodenoticias.com.br/violencia-de-genero-contra-a-mulher-uma-epidemia-brasileira-ainda-a-ser-erradicada/?fbclid=IwAR0E1UH-B5L6KUasbe319oxBE4gv3A5lekMx7TbqQ2r99KvXbsNZ-lUxz0U. Data: 27.Setembro.2020.

 ·  Notícia sobre o Seminário do GEB no site da UEPA: https://www.uepa.br/pt-br/noticias/semin%C3%A1rio-discute-quest%C3%B5es-contempor%C3%A2neas-da-pesquisa-em-bioantropologia?fbclid=IwAR1iyuVH5Uyr8mOOvsXS7fELHZyxZtMCBTH9qGMPlkPeTXzI_LSPmmAi8pA. Outubro/2020.

 ·     Matéria no Jornal Roteiro de Notícias (Online): Reflexões Sobre o Trabalho Feminino na Era da Uberização da Economia. Link: https://jornalroteirodenoticias.com.br/reflexoes-sobre-o-trabalho-feminino-na-era-da-uberizacao-da-economia/?fbclid=IwAR3wyjlOjCCzxizNc_7W8IIAD8Y4VKfgZ3ZSCD6et_lGtr9-F_99WYN4yok. Lígia Filgueiras e Ariana da Silva. 25/08/2020.

 ·       Matéria de Jornal Roteiro de Notícias (Online): O Enfraquecimento das Políticas Públicas em Tempos de COVID-19 e a Saúde Indígena na Amazônia – Hilton Silva e Ariana Silva. Link: https://jornalroteirodenoticias.com.br/o-enfraquecimento-das-politicas-publicas-em-tempos-de-covid-19-e-a-saude-indigena-na-amazonia/?fbclid=IwAR3C844V4mhNkn_PPEt28ButWl6tRLQLQqLtEQzimxsOHOFPb7LJsIE4naY . 04/08/2020.

 

Produções Científicas – Laércio Cardoso-Jr. - 2020

ARTIGOS:

1 - FERNANDES TAVARES, DIONE ; SOUZA MARIO BUENO, LARISSA ; RHANGEL GOMES TEIXEIRA, THIAGO ; MOREIRA CARDOSO-JÚNIOR, LAÉRCIO ; RAMOS VARRONE, GABRIELA . A Utilização de Telemedicina para o Aconselhamento Genético em Oncologia. REVISTA BRASILEIRA DE CANCEROLOGIA, v. 66, p. 1-7, 2020.

2 - TAVARES, D. F. ; TEIXEIRA, T. R. G. ; CARDOSO JR, L. M. ; ACOSTA, A. X. . Radiografia do Ensino de Genética Humana e Médica nos cursos de Medicina das Universidades Federais do Brasil. REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E SAÚDE, v. 10, p. 71-77, 2020.

RESUMOS:

SILVA, A. K. L. S. ; FILGUEIRAS, L. A. ; CARDOSO JR, L. M. ; TAVARES, R. B. ; SILVA, H. P. . Sickle cell disease, genetic counseling, and institutional racism in Brazil. In: 45th Annual Meeting of the Human Biology Association, 2020. Supplement: Program of the 45th Annual Meeting of the Human Biology Association, 2020. v. 32. p. 54-54.

PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS:

1 - 6º Encontro de Residentes e Geneticistas. 2020. (Encontro). Categoria: Ouvinte

2-  Congresso Virtual da UFBA 2020. 2020. (Congresso). Categoria: ouvinte

3 - III Seminário de Bioantropologia do GEB/UEPA. 2020. (Seminário). Categoria: palestrante.

Palestra: Genética comunitária na atenção integral às pessoas com doenças raras. 

 

CURSOS DE EXTENSÃO:

1 - Biossegurança e procedimentos essenciais. (Carga horária: 4h). Instituto de Ensino e Simulação em Saúde, INESS, Brasil.

2-  COVID-19: Protocolo de manejo clínico do coronavírus na APS. (Carga horária: 20h). Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.

3- Doenças ocasionadas por vírus respiratórios emergentes (COVID-19). (Carga horária: 4h). Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.

 

Em breve, novos links e novidades sobre as publicações do GEB/UEPA.

 

domingo, 14 de fevereiro de 2021

Vídeo-Resumo e Imagens do III Seminário de Bioantropologia do GEB/UEPA - Internacional Online - 2020

Cartaz do Seminário do GEB/UEPA
realizado em 2020

O Grupo de Estudos em Bioantropologia do Pará organizou o "III Seminário de Bioantropologia do GEB/UEPA - Internacional Online - Do Trabalho de Campo ao Mundo Virtual" em outubro do ano passado, pela Plataforma Even, contando com a presença de pesquisadores brasileiros, das Américas Latina e do Norte e, também, da Europa, em um grande evento que divulgou os diversos aspectos das pesquisas de campo das diferentes áreas da Bioantropologia na Amazônia, no Brasil e no Mundo. 

A Coordenação do GEB/UEPA, em parceria com a Empresa BM Designer fez um resumo de alguns momentos de nosso evento internacional em um vídeo, que segue abaixo:

Vídeo resumo do III Seminário de Bioantropologia do GEB/UEPA - Internacional Online 2020

Como o evento foi virtual, devido a pandemia de Covid-19, fizemos alguns prints das lives, que também seguem abaixo:






Prints da Coordenação do GEB/UEPA - 2020

Novamente, agradecemos a participação de tod@s. Em breve iremos disponibilizar as produções e publicações do GEB/UEPA ao longo de 2020 e o que já está sendo planejado e publicado para 2021.

Organização:



terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Dossiê sobre Mulheres da Ciência, GT Saúde, Violência e Resistências da "Revista Gênero na Amazônia" - 2020

 
Revista Gênero na Amazônia 2020 - GEPEM/UFPA 

Amig@s querid@s: 

O Grupo de Estudos em Bioantropologia do Pará - GEB/UEPA gostaria de desejar um excelente 2021 a todos os nossos seguidores, participantes e visitantes após um longo e difícil ano de 2020. 

Para iniciar as atividades acadêmicas, gostaríamos de socializar o nosso artigo sobre "Doença Falciforme, Aconselhamento Genético e Direitos Reprodutivos no Pará" publicado no Dossiê sobre Mulheres da Ciência, GT Saúde, Violência e Resistências da "Revista Gênero na Amazônia" - 2020 (GEPEM/UFPA). 

Autoras: Ariana da Silva, Roseane Oliveira e Lígia Filgueiras. 

Agradecemos o compartilhamento! 📝🤓😊

Em breve iremos postar outras novidades.

Abraços virtuais: Coordenação do GEB/UEPA.

 
🤗🌹🔪💀


Segue o link de acesso do nosso artigo: 

http://www.generonaamazonia.com/edicoes/edicao-16-18/022-Doenca-Falciforme-Ancestralidade-e-Aconselhamento-Genetico-Relacoes-de-Genero-e-Direitos-Reprodutivos-no-Estado-do-Para.pdf

Segue o link de acesso da revista com todos os artigos:

http://www.generonaamazonia.com/edicao-16-18.php

terça-feira, 13 de outubro de 2020

III Seminário de Bioantropologia do GEB/UEPA 2020 - Internacional Online - Imagens e Links de Vídeos Pós-Evento!


III SEMINÁRIO DE BIOANTROPOLOGIA DO GEB/UEPA 2020 – INTERNACIONAL ONLINE

Tema: Bioantropologia: Do Trabalho de Campo ao Mundo Virtual

A Bioantropologia “investiga os processos evolutivos e adaptativos bioculturais e a relação com o ambiente natural desde os ancestrais primatas (Primatologia), os hominíneos do passado (Paleoantropologia) até as populações humanas contemporâneas (Biologia Humana), e auxilia nos estudos das bases biológicas e socio ecológicas do comportamento humano no passado e no presente, contribuindo para a integração dos campos da Antropologia e para compreensão do fenômeno Humano”[1].

O Grupo de Estudos em Bioantropologia do Pará – GEB-Pará/UEPA visa disseminar pesquisas e perspectivas no campo da Bioantropologia a fim de socializar as diversas áreas de atuação das/dos Bioantropólogas/os recém-formados no Brasil, com a intenção de abrir um espaço de debate nessa nova área científica que se inicia na Amazônia. A Ciência é um espaço privilegiado que deve visar a promoção da inclusão social de diversos agrupamentos humanos e a perspectiva do GEB é elaborar formas de cooperação, troca de experiências, ações e intervenções no que diz respeito ao ato público de produzir e difundir o conhecimento científico gratuito e de qualidade, que tem enfrentado muitas dificuldades no cenário político atual.

Para tanto, o GEB-Pará/UEPA organizou nos dias 06, 07 e 08 de outubro de 2020 para a comunidade acadêmica da Universidade do Estado do Pará (UEPA) como também para outras Universidades, Faculdades, Escolas de Ensino Médio e demais interessados o “III Seminário de Bioantropologia da UEPA 2020 – Internacional Online” – Tema: Bioantropologia: Do Trabalho de Campo ao Mundo Virtual”, para que estudantes, graduandos e pós-graduandos tivessem acesso aos temas de interesse e possíveis linhas de pesquisa dessa grande área da Antropologia.

            O evento internacional contou com conferências de pesquisadores renomados de várias partes do mundo, como: Europa, EUA, América Latina e Brasil, que puderam divulgar os seus respectivos campos de atuação, pesquisa e extensão dos/nos países de origem. Além disso, graduandos e pós-graduandos da UEPA e da UFPA nos apresentaram comunicações rápidas chamadas de “Flash Talks” que divulgaram suas pesquisas de TCC’s, dissertações de Mestrado, trabalhos de campo para publicação de artigos, projetos em andamento e outras atividades acadêmicas de grande interesse da Bioantropologia. A programação completa, com as todas as conferências, palestras e comunicações estão disponíveis em forma de vídeos, que podem ser acompanhada de forma gratuita pelo link do nosso Canal do You Tube: https://www.youtube.com/channel/UCNmCLfVk4pa9B_Sr7Sghz7A/videos.

            Nos intervalos do almoço e durante todos os dias do nosso #3sembioantropologiageb disponibilizamos alguns vídeos sobre a história da Bioantropologia e de algumas pesquisas de campo realizadas nos últimos anos por bioantropólogos/as de diferentes instituições, cujos links podem ser checados em seguida:

Filme 1: “Doença Falciforme e Ancestralidade Genômica no Estado do Pará” – Duração: 12’11”

Link: https://www.youtube.com/watch?v=X-ynVTNgX2U

 

Roteiro/Entrevista: Pedro da Glória

Filme 2: “Fala Doutor – Pedro da Glória: Saúde e Estilo de Vida dos Paleoamericanos em Lagoa Santa (MG) – PGM 30” – Duração: 30’04”

Link: https://www.youtube.com/watch?v=piHoIGuhkfE

 

Roteiro: Discovery Channel

Filme 1: Odisséia: A Conquista do Novo Mundo – Duração: 46’56”

Link: https://www.youtube.com/watch?v=CR5eFIxYlYY

 

Roteiro: Canal do LEBIOS/UFPA (You Tube)

Filme 2: Pesquisas em Bioantropologia na Amazônia – Duração: 01h55’14”

Link: https://www.youtube.com/watch?v=GnqTlS-0nbo

 

É importante frisar a fundamental participação de nossos queridos colaboradores, que nos deram apoio durante todo o evento, como: o Laboratório de Estudos Bioantropológicos em Saúde e Meio Ambiente, da Universidade Federal do Pará – LEBIOS/UFPA, o Laboratório de Sistema de Informação e Georreferenciamento – LASIG/UFPA, o Museu Paraense Emílio Goeldi e a Empresa BM Designer.

 

A programação sobre os três dias de evento segue na imagem abaixo:


A programação virtual com os respectivos mini currículos dos pesquisadores/as nacionais e internacionais que participaram do seminário também pode ser visualizada no link da Even3 que reproduziu o nosso evento: https://www.even3.com.br/iiisem_biontro_geb_2020/

 Veja algumas imagens das palestras durante o evento:






Fonte: Arquivos do GEB/UEPA 2020

A divulgação e socialização de tudo que ocorreu foi realizada por meio de nossas redes sociais:

´ Fanpage: https://www.facebook.com/bioantropologia.pa/

´ Blog Científico: http://bioantropologiadopara.blogspot.com/

´ Instagram: https://www.instagram.com/bioantropologia.pa/

´ Canal do GEB/UEPA no You Tube: https://www.youtube.com/channel/UCNmCLfVk4pa9B_Sr7Sghz7A

´ IMPORTANTE: Para entrar em contato conosco, basta deixar um recado em nossas redes sociais ou enviar um e-mail para o GEB/UEPA no endereço: bioantropologia.pa@gmail.com

Será um grande prazer receber perguntas sobre as diversas áreas de atuação da Bioantropologia. Aguardamos os seus contatos.

Um grande abraço e até a próxima!

REALIZAÇÃO:


Coordenação do GEB/UEPA

Lígia Filgueiras, Ariana da Silva e Roseane Oliveira

 

APOIO/PATROCÍNIO: